CANCELADO

14mar

21h30 & 22h30

Loulé | Convento de Sto. António

classificação etária m/12

preço 3€ cada criação

info e reservas 289 414 604

bilhetes para la consagración...: www.bol.pt

bilhetes para debout!: www.bol.pt

um espectáculo que é um tributo, uma tripla homenagem a Pina Bausch 

 

Informação:

  • os ingressos para os dois espetáculos são diferentes e adquiridos separadamente, com um custo unitário de 3 € por bilhete (sem descontos aplicáveis) para cada um deles, tendo o primeiro espetáculo - a realizar no Convento de Santo António - uma lotação limitada a 85 lugares;

  • o ponto de encontro é o Cineteatro às 21h00, de onde partirá um autocarro que levará o público ao Convento de Santo António para assistir ao espetáculo de Roger Bernat, sendo depois os espetadores transportados de volta para o Cineteatro para desfrutar da segunda criação, "Debout !", de Raphaëlle Delaunay (França).

la consagración de la primavera (45 min)

Roger Bernat Espanha

21h30 - Convento de Santo António

extraordinário.    

Carmen del Val, EL PAIS - Espanha

uma obra de arte absorvente e sensível.

Maria Säkö, Helsingin Sanomat - Finlandia 

uma energia furiosamente contagiante. (…) um acto quase político.

Élise Ternat, Les Trois Coups.com - França
 

A melhor forma de entender e sentir uma obra é interpretá-la.

Depois da sua estreia no México e de se ter apresentado em Espanha, França, Alemanha, Itália, Brasil, entre outros países, faz a sua estreia nacional neste festival.

Esta versão da Sagração da Primavera do premiado criador espanhol Roger Bernat (Premi Sebastià Gasch d’Arts Parateatrals e Premis de la Crítica 2017) é acima de tudo uma forma inteligente de resgatar uma obra. É mais do que uma surpresa, constitui um desafio, uma experiência única para os espectadores que são guiados por uma gravação áudio, em 3 canais, seguindo indicações que se entrecruzam e que

lhes são transmitidas através de auscultadores individuais. Entram dentro da obra, vivem-na ao assumirem o papel de intérprete. Nesta versão não há público, os espectadores são os protagonistas do espetáculo que é um jogo e uma coreografia.

 

O teatro de Roger Bernat é um laboratório coletivo no qual as aspirações utópicas e as fantasias autorais de uma comunidade são registadas. O espectador deixa de ser uma testemunha privilegiada e torna-se o actor perplexo de um drama em que renuncia a ser apenas uma vítima e aceita o risco de se transformar num executante.

Ficha artística e técnica:

Música Igor Stravinsky Criação cénica Roger Bernat a partir da coreografia de Pina Bausch Em colaboração com Txalo Toloza, María, Villalonga, Ray Garduño, José-Manuel López Velarde, Tomás Alzogaray, Brenda Vargas, Diana Cardona, Annel Estrada y Viani Salinas Direção Técnica Txalo Toloza Engenheiro de som Rodrigo Espinosa Edição Juan Cristóbal Saavedra Vial Desenho de imagem Marie- Klara González Coordenação Helena Febrés Produção executiva México Alicia Laguna Assistentes de produção México Antígona González, Mariana Toledo La Consagración de la Primavera é uma coprodução do Teatre LLiure e Elèctrica Produccions (Barcelona), Festival Instal.laccions/ Ajuntament Cambrilsne Festival Transversales (México) com o apoio do programa do Fondo da União Europeia no México

debout ! (30 min)

Raphaëlle Delaunay França

22h30 - Cineteatro Louletano

CANCELADO

Debout ! (2013) uma forma elegante de resgatar memórias.

O trabalho de Raphaëlle Delaunay, ex-bailarina do Tanztheater Wuppertal, surge nesta edição dos encontros do DeVIR integrado numa pequena homenagem a um dos vultos maiores da dança contemporânea europeia do sec. XX, Pina Bausch. Nesta criação existem claras referências ao seu trabalho com esta coreógrafa enquanto sua intérprete, de onde surgem questões como: qual o papel do bailarino/intérprete no trabalho desenvolvido com os coreógrafos?

“O que Raphaëlle dança é talvez, e muito simplesmente, a margem de liberdade que ela conquistou para si mesma, ante e contra todos. Com generosidade, pudor e sinceridade, não parecendo sequer tocá-la, Raphaëlle Delaunay mistura a sua experiência íntima com a grande história da dança e surpreende-nos pela sua presença frágil e inabalável.”

Delaunay mistura a sua experiência íntima com a grande história da dança e surpreende-nos pela sua presença frágil e inabalável.

Ficha artística e técnica:

Concepção e interpretação Raphaëlle Delaunay Arranjos e composição sonora Pierre Boscheron Desenho de luz Maël Guiblin Direção técnica Guillaume Février Aconselhamento artístico Herman Diephuis Agradecimentos Foued Kadid alias AIS, Babson Baba Sy Produção Compagnie Traces – Raphaëlle Delaunay Com o apoio de Théâtre Louis-Aragon, Scène conventionnée danse de Tremblayen-France et du Conseil Général de Seine Saint Denis, Théâtre Jean Vilar de Suresnes, Centre National de la Danse

CAPa centro de artes performativas do algarve

rua Frei Lourenço de Santa Maria nº 4 e 6

8000-352 Faro | Portugal

telefone/fax: (+351) 289 828 784

direcção artística – José Laginha (+351) 91 8703414
dir. de produção – Ana Rodrigues (+351) 91 8703415

produção -  Sandrine Crisostomo (+351) 961 173 034

  • Facebook
  • Instagram